Liberdade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Atualmente trabalho em uma casa que não fica muito longe da minha.
Vou lá 3 x por semana ensinar a empregada a cozinhar.

Meu marido é ciclista, e desde que mudamos para São Paulo (há 4 anos e meio) ele pedala todo dia, T-O-D-O dia mesmo, faça chuva, faça frio, numa determinação incrível e invejável.
Não faz muito tempo (ok! faz sim!) ele trocou sua bicicleta e arrumou sua ex para mim. Colocou buzina charmosa, uma cestinha que vira sacola para compras linda de morrer, e... pergunta se cheguei a andar nela alguma vez? Nunquinha!
Medo, MUITO medo de sair nas ruas de São Paulo, encarar esse monte de carros cheio de gente louca dentro...

Quinta feira passada meu carro quebrou. A primeira coisa que me veio a cabeça foi: como é que eu vou trabalhar amanhã cedo???? (dependência total...)
E fiquei o resto do dia pensando nisso, já sabendo que quando meu marido chegasse o assunto BICICLETA viria à tona. E aí? O que fazer?

Juro que até na hora em que fui deitar, estava falando disso, e Ricardo disse: " o máximo que pode acontecer é você não querer ir de bike e aí você pode ir a pé".
Mas isso me perturbou o sono...

De manhã, acordei ainda na dúvida...
Olhei pela janela....um céu azul maravilhoso e um sol brilhante!
Era o que eu precisava para tomar coragem e encarar esse medo doido de andar de bicicleta pelas ruas de Sampa!

Me troquei, peguei uma das blusas de bike do Ricardo emprestada e desci determinada: "amor, pega minha bicicleta que eu vou com ela prá casa da Priscila!"
Era tanta vontade e tanto medo junto e misturado...
O melhor de tudo é que meu marido resolveu ser meu anjo e me guiar até o trabalho...depois dessa, não tinha como não encarar isso tudo e pedalar...

Posso dizer para vocês que há muito tempo não sentia o vento batendo no meu rosto, o sol na face logo cedo, e uma sensação de liberdade tão grande dentro de mim.
Me senti como uma criança feliz por ganhar um brinquedo, aprendendo a andar sem rodinha, ou descendo pela primeira vez uma descida feliz da vida por ter conseguido segurar o freio...
Vencer o medo que eu tinha de andar por entre os carros foi algo à parte...me senti invadida por uma coragem tão grande...feliz por ter dado o primeiro passo, por te conseguido superar algo que para mim era muito difícil...me senti orgulhosa de mim mesma...

Essa semana toda fui trabalhar de bike ( e olha que meu carro já chegou do mecânico....), e pretendo continuar estabelecendo essa troca cada vez mais e sempre que possível (porque com 4 filhos na jogada...fica difícil, né?).
Já quase cai 2 vezes...mas faz parte! Nada disso vai tirar minha empolgação!

Falamos muito sobre qualidade de vida, bem estar e hábitos saudáveis e não tem como não associar essa minha primeira pedalada a tudo isso!
Superar medos, trocar o carro pela bicicleta, praticar atividade física...
São por essas pequenas grandes coisas que nos tornarmos mais seguras, mais felizes e mais de bem com a vida.

Por Fernanda de Carvalho

Um comentário:

  1. É isso aí Fê, é impossível não associar bem estar e qualidade de vida com bicicleta... que esses sejam os primeiros dos milhares de quilômetros que ainda estão por vir!!!Parabéns!!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget